Business Intelligence na Nuvem

A computação em nuvem continua em forte evolução. Segundo o IDC, os investimentos com serviços em nuvem continuarão a ser foco das empresas em 2015, respondendo por 118 bilhões de dólares. A adoção de infraestrutura como serviço (IaaS) crescerá rapidamente (36%), assim como o contínuo desenvolvimento de novas aplicações, seja através da disponibilização de software como serviço (SaaS), plataforma como serviço (PaaS) ou soluções customizadas.

As soluções de Business Intelligence estão em destaque nesse cenário. Estão presentes em empresas de todos os tamanhos e segmentos, seja em um ambiente interno, 100% nuvem ou híbrido, combinando recursos on-premises e on-line.

A Microsoft, através da plataforma Windows Azure, disponibiliza todos os recursos para a construção de uma solução de BI completa, que mantém as características e benefícios da computação em nuvem, como escalabilidade, redução de custos, menor tempo de aquisição/implantação, facilidade de uso, avançados mecanismos e certificados de segurança.

Podemos afirmar que os mesmos componentes necessários para uma solução BI on-premises estão presentes em ambientes on-line, porém com algumas particularidades, principalmente nos acessos e conexões.

  • A elasticidade e a facilidade de utilizar os recursos são algumas das principais características da computação em nuvem, o que possibilita criar ambientes de diferentes portes e configurações como, por exemplo, em cenários de backup/restore, alta disponibilidade e disaster/recovery.
  • As máquinas virtuais e gateways VPN maximizam o poder de criação desses ambientes, tendo a escalabilidade de recursos como grande benefício, já que permitem monitorar todo o ambiente, desde o processamento, a utilização de memória e disco, o volume de dados trafegados em rede até, posteriormente, realizar os ajustes necessários.
  • Neste modelo sem tem recursos “on demand”, resultando no amplo aproveitamento, e podemos decidir migrar todas as origens dos dados para bases e storages criados em nuvem ou manter as fontes on-premises, conectando, extraindo e consolidando os dados para um modelo analítico, este sim totalmente na nuvem.
  • Também pode-se utilizar bases de dados intermediárias ou parcialmente armazenadas em nuvem, como forma de compartilhar informações mais facilmente, gerar mobilidade, diminuir o tempo de processamento e disponibilizar informações atualizadas e seguras em qualquer lugar.
  • Arquiteturas híbridas são comuns nesses cenários, principalmente em mecanismos de segurança e autenticação, sincronizando o acesso e perfis de usuários via AD (Active Directory) on-premises e on-line.
  • Independentemente se os dados estão centralizados na nuvem ou armazenados parcialmente, relatórios, dashboards e scorecards desenvolvidos através de ferramentas como SharePoint e Office, serão acessados via navegador, ou seja, on-line.
  • O Excel Online é um acelerador de BI, em especial com a adoção das ferramentas PowerPivot e PowerView na abordagem self-service.
  • A utilização do SQL Azure, no modelo PaaS permite ainda mais flexibilidade e velocidade. Basta informar o nome do banco de dados que deseja criar, a assinatura, a camada de serviço e o tamanho que em alguns minutos será possível conectar e carregar dados para essa base. O licenciamento SQL já é parte da contratação.

Em alguns casos, soluções de BI na nuvem foram disponibilizadas para mais de mil usuários, garantindo disponibilidade da informação em 99,99%, processamento diário de alguns gigabytes de dados e redução do tempo de aquisição/implantação de até 30%. Em outros, como em projetos já desenvolvidos pela Niteo, o tempo para preparação e disponibilização do ambiente de Business Intelligence caiu de 40 para 2 dias!

As vantagens da nuvem em soluções de BI são indicadas através de simulações e business cases, por esse motivo é crescente o número de empresas que adotaram e comprovaram a viabilidade.

Veja mais informações em:
Leia mais sobre:
Post anterior
Motivos para considerar a migração do SQL Server: descontinuidade de suporte, diferentes tendências e novas tecnologias.
Próximo post
Odebrecht Previdência diferencia seu planejamento estratégico com Self-Service BI da Microsoft.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Menu