SharePoint

Desativação do Workflow 2010 se aproxima

Como parte da evolução do Microsoft 365, a Microsoft avalia periodicamente os recursos dos serviços para garantir que estão entregando o máximo valor aos clientes. Após cuidadosa consideração, optou-se pela desativação do Workflow 2010, uma vez que os clientes Microsoft 365 seriam melhor atendidos por soluções de fluxos de trabalho (workflows) mais modernas.

Os fluxos de trabalho do SharePoint 2010 foram desativados desde 1º de agosto de 2020 para novos locatários, e a desativação do Workflow 2010 para locatários existentes ocorrerá em 1º de novembro de 2020. Isso se aplica a todos os ambientes onde o Power Automate está disponível como uma solução de substituição.

Desde agosto de 2020, novos clientes do Microsoft 365 podem usar fluxos de trabalho do SharePoint 2013 ou Power Automate. No entanto, os fluxos de trabalho do SharePoint 2013 seguirão um caminho de aposentadoria semelhante no futuro, portanto, é altamente recomendável usar o Power Automate ou outras soluções compatíveis.

Background

No contexto do SharePoint, um fluxo de trabalho é a movimentação automatizada de documentos ou itens por meio de uma sequência de ações ou tarefas relacionadas a um processo de negócios. Uma organização pode usar fluxos de trabalho para adicionar lógica de negócios a documentos ou itens em uma lista ou biblioteca do SharePoint.

Workflows clássicos no SharePoint constituem dois sistemas: o workflow do SharePoint 2010 e o workflow do SharePoint 2013. Embora ambos os sistemas de workflow permitam que você crie e publique fluxos de trabalho no SharePoint, a seguir estão algumas das principais diferenças:

• Os workflows do SharePoint 2010, lançados junto com o SharePoint Server 2010, são hospedados e executados no runtime do SharePoint Workflow.
• Os fluxos de trabalho do SharePoint 2013, lançados junto com o SharePoint Server 2013, são hospedados no SharePoint e executados no Workflow Manager, que é executado de forma independente.

A maioria das pessoas utiliza o SharePoint Designer para criar e publicar fluxos de trabalho no SharePoint, enquanto os desenvolvedores profissionais costumam criar e publicar seus fluxos de trabalho no SharePoint utilizando o Visual Studio.

O que fazer?

Scanner de modernização do SharePoint:
Para evitar a perda de conteúdo devida à desativação do Workflow 2010, ou começar a planejar a migração para o Power Automate, recomendamos que você execute o Verificador de Modernização do SharePoint para examinar seus locatários quanto ao uso de fluxos de trabalho legados.

O Relatório de Workflow gerado pela ferramenta de scanner pode informar o seguinte:

• Distribuição de fluxos de trabalho legados nos workflows 2010 e 2013;
• distribuição de uso de fluxos de trabalho construídos e customizados;
• quais sites e listas usam fluxos de trabalho e
• pontuação de capacidade de atualização para o Power Automate, indicando a probabilidade de as ações detectadas serem atualizadas para fluxos com o Power Automate.

Usando o Relatório de Workflow, junto com as informações do site, os administradores de locatários podem trabalhar com seus usuários para migrar esses fluxos de trabalho com interrupção mínima.

Use o Power Automate com uma licença Microsoft 365:
Todas as licenças do Microsoft 365 incluem o uso da Power Platform com a finalidade de personalizar e estender as aplicações do Microsoft 365. Isso inclui Power Automate e Power Apps. Você pode investigar os recursos específicos incluídos nas licenças do Microsoft 365 aqui.


Como parceira Gold da Microsoft há 15 anos, a Niteo tem vasta experiência com os serviços do Microsoft 365, estando capacitada a migrar seus workflows de forma rápida, com interrupção mínima e preservando todo seu conteúdo.

Podemos, ainda, implementar o uso da Power Platform do zero, elevando a produtividade de seus processos. Não hesite em nos procurar se precisar de ajuda.

*Este artigo foi traduzido e adaptado do texto “SharePoint 2010 workflow retirement” disponível aqui.

Leia mais sobre:
Post anterior
A Niteo: dos 5 aos 10 anos – os aprendizados
Próximo post
É possível contratar o time de TI ideal para um projeto em menos de 15 dias?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Menu