Niteo

A Niteo: os primeiros cinco anos

Neste aniversário de 15 anos da Niteo, há muito para se comemorar. Afinal, 15 anos é um longo período e muitas histórias aconteceram nesse ínterim. Foram tantos momentos que é difícil contar a trajetória da empresa sem escrever um livro inteiro, porém nos contentaremos com apenas três artigos sobre essa jornada incrível.

Um marco zero brilhante

Uma forma de contar o percurso é através dos espaços que a Niteo foi ocupando ao longo dos anos. E, na verdade, o primeiro ambiente que a Niteo habitou foi a mente de Marcos Casal, fundador da organização. É claro que a ideia não tinha nome ainda, todavia, Casal (que é da Região Sul do Brasil) percebeu que havia um grande mercado de BI em São Paulo (SP). Por que não aproveitar a oportunidade?

A empresa realizou seu primeiro projeto – um report in real time no Excel de trades – sob o nome provisório de “MC10”, mas o título definitivo já previa o que estava por vir. Tirada de uma lista infinita de palavras, “niteo” vem do latim e significa “brilhar”. Depois de 15 anos, o nome foi posto à prova várias vezes e passou em todas elas.

Os começos

No surgimento de uma empresa, muitos processos se iniciam e muito deve ser aprendido. Gerenciar uma empresa nunca é uma tarefa fácil, contudo, os primeiros anos possuem complicações únicas, como um time reduzido e um escritório tão pequeno quanto. Mas o foco sempre foi no cliente, e mesmo no início, parcerias foram firmadas com dois pilares (administrativo e contabil) para que todo o resto do time pudesse manter o foco no cliente.

Outra dificuldade era: como embarcar no mercado se não havia renome para conseguir os projetos? Como os clientes poderiam confiar na Niteo? O jeito foi conseguir parcerias com empresas já estabelecidas nas areas de competencia de BI e Colaboração, o que levou a inúmeras chamadas com companhias de diferentes países. Não importava o dia ou o horário, o time se viu desenrolando os mais diferentes nós para que a Niteo fosse capaz de se introduzir no mercado que era tão oportuno. Para manter a velocidade, o carnaval era usado em chamadas para firmar as parcerias com empresas na Índia e na Holanda. E, em 2020, pode-se falar que o esforço foi largamente compensado.

niteo.com.br

O estresse passado e os problemas enfrentados, hoje em dia, são anedotas divertidas contadas em casualidades. Um exemplo das histórias aconteceu quando Casal estava dirigindo para um evento em Sorocaba, no interior paulista. No dia seguinte havia uma apresentação em nome da Niteo e era necessário disponibilizar informações para que os clientes em potencial pudessem entrar em contato e se tonarem clientes reais. Um dos itens a serem apresentados era, óbvio, o site da organização.

O problema era que, há 15 anos, não existia facilitador algum para criação de sites, nenhuma ferramenta online ou “monte seu site em alguns minutos”. Ou seja, fazer uma página na internet surgir em menos de 24 horas era, em uma simplificação extrema, uma tarefa impossível… e fundamental. Nesse momento, uma das parcerias duradouras da empresa foi estabelecida. Casal ligou para Marcia Mylius, a única designer que aceitaria uma missão dessas, e pediu o impensável. Mesmo que o conteúdo fosse escasso (uma tela com o nome e o e-mail da Niteo), o site precisaria estar funcionando no dia seguinte. E, bom, estava! O site até continha conteúdo próprio, ilustrado com imagens representativas e distribuído em diferentes páginas.

O final do início

Fora as dificuldades de uma empresa nova, em 2008, a economia mundial foi afetada e gerou grandes incertezas sobre a sua saúde. Entretanto, o bom relacionamento com os clientes e novos projetos, maiores em duração e dimensão, permitiram que a Niteo não só continuasse no mercado, mas crescesse mais de 100% no ano.

Em 2010, Josmar Machado e Rafael Moralles se juntaram a Marcos Casal como sócios da empresa. Ambos já eram próximos da companhia, tendo em vista que Moralles entrou na área de projetos em 2008 e Josmar chegou em 2009 como consultor. O objetivo do novo trio era afirmar as conquistas feitas até então e aumentá-las, pois, se a Niteo tinha conseguido adentrar no mercado e estava caminhando bem, como se estabelecer de fato e garantir que a buona fortuna , “sorte”, continuasse a longo prazo?

A ideia foi a de mudarem o perfil de vendas da organização, assim poderiam estabelecer seu nome e sua marca, conseguindo novos clientes. Esse era um projeto de expansão e, para acompanhar, o endereço do escritório mudou também. No final de 2010, a Niteo mudou sua sede para a região da av. Berrini, um dos principais polos comerciais da capital, embora também tenha mantido o primeiro escritório na av. Ibirapuera. A transição foi um momento emblemático para a história da empresa e encerrou bem os primeiros 5 anos. Entretanto, a década que viria seria cheia de novos desafios e novas recompensas.

No próximo artigo, contaremos do 5º ao 10º ano da Niteo. O que podemos antecipar, porém, é que a nossa narrativa está apenas começando. Este foi só o aquecimento, a porta de entrada.

Porta do primeiro escritório da Niteo, na av. Ibirapuera, em maio de 2006.
Entrada do escritório da Niteo na av. Berrini, em novembro de 2010.
Post anterior
Niteo se une ao Google Cloud Partner Advantage Program
Próximo post
Entenda por que você precisa treinar sua equipe em Teams

1 Comentário. Deixe novo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Menu