Niteo

A Niteo: além da década

Chegamos ao fim da nossa trilogia especial de aniversário de 15 anos. Nesse último texto, falaremos do 10º ao 15º ano da história da Niteo. Se uma década já é um longo tempo, imagine ultrapassá-la! Com certeza foram muitos altos e baixos, mas que história não tem tais oscilações? Que orgulho que é poder olhar para esses anos e relembrar o que é fazer parte dessa narrativa.

A crise

Infelizmente, a nossa história havia parado em um ponto não muito agradável. Hoje, sabemos que a Niteo ficou bem, porém, na época, a perspectiva não estava favorável. Isso porque a empresa é influenciada por fatores macroeconômicos e tem a tendência de acompanhar o PIB brasileiro e, de 2014 a 2016, o país não se via na melhor situação.

Embora tiveram acontecimentos positivos, como a parceria fechada em 2015 com a DataZen (posteriormente comprada pela Microsoft), a Niteo entrou em profunda crise. A força da organização acabou diminuindo gradualmente de 2013 a 2017. Em especial no ano de 2017, quando as longas jornadas voltaram a fazer parte do cotidiano da empresa. Josmar, por exemplo, chegava a trabalhar 16 horas por dia com frequência. Foi necessário elaborar estratégias para que a Niteo não fechasse as portas. Com a situação se agravando há alguns anos, a organização teve de resistir e “teimar” para se manter onde estava. E, ufa, conseguimos!

Dando a volta por cima

Se 2017 foi o ano mais difícil da Niteo, 2018 foi um dos melhores. A fim de permanecer no mercado, a estrutura da empresa foi renovada em 2017 e, logo no começo de 2018, o escritório foi transferido para a av. Paulista. Em específico, para um espaço comercial colaborativo, que permite um crescimento elástico e atenuou o aspecto jovem e ágil da Niteo, além de combinar com o nosso contexto de novidades.

Ademais, também em 2018, a equipe de RH foi reforçada. Portanto, a área melhorou a estrutura da organização em um todo e permitiu que o potencial individual fosse catalisado, consequentemente aumentando a propriedade e a aptidão do nosso time. Já em 2019, o enfoque foi dado para o marketing, que foi fortalecido, e se tornou mais organizado e ativo.

Em termos de gerência, Josmar e Moralles foram, aos poucos, aprimorando sua comunicação e se aproximando, o que acarretou numa administração mais fluída e coesa. E, em meados de 2017, Casal se afastou da parte operacional da Niteo. Aliás, outra mudança realizada em 2018 foi que Moralles começou a trabalhar com clientes estratégicos. Apesar da parte comercial não ser deixada de lado, Moralles também passou a participar mais da administração da empresa em 2019. A mudança permitiu que ele tivesse um olhar mais abrangente para a organização. E tal transição foi feita pois Josmar passou o segundo semestre desse ano em Paris, desempenhando seu papel na Niteo de maneira remota.

Os 3 Nuncas

Apesar das dificuldades, a Niteo se manteve comprometida com seus clientes e com o seu time, o que adiciona valor singular e imensurável ao chegar em seus 15 anos. Houve muito estresse e cansaço nos anos de dificuldade, inclusive sacrifícios pessoais, contudo, com a chegada de tempos melhores e suas recompensas, é fácil reconhecer que o trabalho duro recompensou. Moralles até tem os “3 Nuncas” da Niteo, uma lista que exemplifica o quanto a organização se esforça para fazer jus à sua história e às pessoas que participaram dela:

  1. nunca deixamos de entregar um projeto;
  2. nunca atrasamos o pagamento do time;
  3. nunca desrespeitamos nossos valores morais.

Até este momento, não extrapolamos muito as questões factuais desses 15 anos. Mesmo que tenhamos tocado no assunto na segunda parte da trilogia, é sempre importante reforçar que a Niteo é feita de pessoas. Se é possível afirmar o comprometimento da empresa, é porque o nosso time é comprometido e se empenha todos os dias para continuar a nossa história. É o time que dita o ambiente e o cotidiano da instituição, assim como quem verdadeiramente dá significado para o que é fazer parte da Niteo. É o seu engajamento e a sua integridade que permitem os 3 Nuncas acontecerem. Por isso, agradecemos o nosso time por permitirem tanto sucesso.

Obrigado, time Niteo! Parabéns pelos seus 15 anos!

E agora?

O ano de 2020 foi mais um período que não discorreu conforme o planejado. A essa altura do campeonato, estamos acostumados com esse tipo de divergência. Mas mesmo que esse seja um ano atípico para todos, a Niteo conseguiu se manter bem. Com uma nova estrutura, dividida em unidades de negócio, a instituição se revolucionou outra vez para aprimorar seus serviços e continuar sua missão de entregar valor direto aos clientes.

A Niteo continua pensando em seu time e tenta promover a qualidade de vida dos colaboradores, contando com aulas funcionais administradas de maneira remota por professores qualificados e com um programa de reeducação alimentar ministrado por uma nutricionista, igualmente oferecido online.

Quanto ao nosso desempenho, podemos arriscar que nunca estivemos melhor. Com projetos pioneiros de machine learning e inteligência artificial, além de parcerias com a Microsoft e com o Google, continuamos com a nossa ambição de aperfeiçoar nossos serviços e expandir nossas conquistas. Nossa determinação certamente perdurará pelos próximos 15, 30, 45… anos que vierem. Nos vemos lá?

Post anterior
É possível contratar o time de TI ideal para um projeto em menos de 15 dias?
Próximo post
[Webinar] BI Moderno x BI Tradicional: entenda as diferenças

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Menu